Tenho refletido sobre quanta demanda minha vida gera para outras pessoas resolverem e quanto tempo passo atendendo demandas de outras pessoas.

Quando nascemos, somos pequenos, indefesos e nenhuma autonomia. Conforme vamos crescendo, vamos desenvolvendo habilidades e a capacidade de cuidar de nós mesmos. Meus pais passam a ser cada vez menos necessários para cuidar de mim e assim vou vivendo, com cada vez mais autonomia.

Eu acredito que conforme o ser humano evolui ele vai dependendo cada vez menos de pessoas para cuidarem de si.

Eu vou aprendendo a preparar meu próprio alimento, cuidar da minha casa, lidar com minhas…

Pára de se criticar. Já tem gente demais fazendo isso com você.

Jaemor Farms in Alto, Georgia

Há muito tempo, vivia um povo que se alimentava dos frutos de uma grande árvore.

Eles esperavam ansiosamente pela árvore começar a dar seus frutos e logo que eles nasciam, colhiam para se alimentar.

E assim era a vida. Eles esperavam pelo período do ano em que a árvore lhes provesse o sustento, colhiam tudo que podiam e armazenavam para o período de escassez.

Um jovem, certa vez, começou a questionar este modo de viver. Algo dentro dele lhe dizia que se esperassem um pouco mais para colher, o fruto ficaria maior, mais saboroso e mais nutritivo.

Começou a dividir…

https://www.flickr.com/photos/79684073@N07/37209196734

Pessoal, resolvi escrever este texto com a intenção de ampliarmos a consciência sobre o assunto do momento no mundo.

Quero deixar claro que esse conteúdo não se contrapõe à opinião de nenhum especialista. É um olhar adicional a todas as informações.

O que de fato está acontecendo? O que eu posso e devo fazer? Qual é o equilíbrio entre cuidado e pânico?

E qual a melhor forma de passar por este momento?

Eu lembrei de uma história que um amigo me contou um tempo atrás.

Três amigos estavam velejando juntos, cada um no seu próprio veleiro. …

Em algum momento da vida te ensinaram a “ligar o foda-se”. Talvez tenha sido na adolescência, como uma forma de começar a expressar sua liberdade.

Talvez mais recentemente, como uma maneira de se libertar das crenças limitantes e do peso da opinião dos outros.

Todo mundo em algum momento aprende a acionar esse botão.

O problema é que criamos uma sociedade que vive com esse botão ligado e parou de se importar com o outro.

Nos ensinaram a acionar esse botão. Mas quem nos ensinou a desligar?

Como tudo que você liga, uma hora precisa desligar. …

Vivemos num mundo cheio de informação. Muita informação. Quanto mais a tecnologia avança, mais informações parecemos processar. Mais dados sendo consumidos nos nossos sistemas. Nos nossos aparelhos e na nossa mente.

É fundamental aprendermos a organizar nossa mente e termos consciência de como pensamos. Este têm sido o objeto de estudo das minhas observações pessoais.

Comecei a compreender que existem em mim dois tipos de pensamentos: O pensamento horizontal e o pensamento vertical.

O pensamento horizontal é aquele que costuma ocupar a maior parte do nosso tempo. É o pensamento nas coisas que estão no nosso plano físico. …

O caminho de evolução é uma linha reta.

A vida nos conduz por uma estrada tortuosa, cheia de curvas e altos e baixos. Mas a evolução é reta. Tem uma única direção.

Nos reconectarmos com nossa essência.

Nossa essência mais pura.

Nossa conexão com o divino que vive em nós. Que é nossa conexão direta com Deus.

Uma conexão que é anterior aos nossos pensamentos. Que está além das nossas emoções e escondida embaixo da nossa história de vida.

A cada instante, a cada milésimo de segundo deste agora, temos a oportunidade de nos reconectarmos com essa essência. …

Lembro de quando eu era criança e ia ao supermercado com minha mãe.

Ela me dizia que se eu me perdesse, eu deveria ficar parado onde eu estivesse que ela iria me encontrar. Se eu saísse andando por aí, poderíamos nos desencontrar.

Penso que a vida e as oportunidades funcionam assim também.

Talvez aquilo que você esteja buscando, esteja te procurando também. E você andando por aí se afasta cada vez mais e vocês nunca se encontram.

Quando estou muito ocupado, não dou espaço para oportunidades.

Eu sinto isso nos eventos que participo. É sempre tanta gente legal, que quero…

Quando criança, eu brincava de polícia e ladrão.

Era uma brincadeira em que algumas crianças faziam parte do time da polícia, tinham que correr e tentar pegar as que faziam parte do time dos ladrões.

Quando alguém da polícia chegava perto de você, você tinha que correr o máximo que conseguia e fugir.

A gente se divertia e ficava muito envolvido na brincadeira.

Mas chegava uma hora que cansava e uma criança dizia que não queria mais brincar. Aí, não adiantava correr atrás dela, porque ela não se envolvia na brincadeira e não fugia.

O tempo passou. Eu parei de…

Cheguei num ponto chave da minha vida.

Minha dificuldade de seguir as regras.

Existe uma natureza rebelde dentro de mim.

Uma parte de mim que detesta qualquer tipo de regra. Que não gosta de fazer nada que me é imposto.

Eu escolhia as regras que queria seguir. Seguia apenas as que faziam sentido para mim.

As que não faziam sentido, eu simplesmente desconsiderava.

É legal ter essa natureza rebelde. Acho que todos nós temos.

Mas eu percebi que comecei a gostar demais. E me identificar demais com esse personagem transgressor.

E aí fui me questionando. Que parte de mim não…

Gustavo Tanaka

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store